NOTÍCIAS

Prefeito de Votuporanga anuncia Creche Comerciária para 2º semestre de 2015

Ao todo, aproximadamente 120 crianças deverão ser atendidas pela unidade; Construção de novo conjunto habitacional também cogitado

publicado em 10/04/2015

Ao que tudo indica, a tão esperada “creche dos comerciários” deverá ser inaugurada no segundo semestre de 2015. O compromisso foi feito pelo prefeito Junior Marão durante coletiva sediada no Sincomerciários de Votuporanga, quinta-feira (09/04), onde, na oportunidade, o presidente da Fecomerciários, Luiz Carlos Motta, estava presente para acompanhar as eleições sindicais.

Marão foi questionado quanto às questões da creche e também de novos conjuntos habitacionais para benefício dos comerciários votuporanguenses. O prefeito firmou compromisso junto à presidente do Sincomerciários e afirmou que a chance de que a creche seja inaugurada entre os meses de agosto é setembro é muito grande.

Um imóvel já está sendo pensado para que seja colocado como sede da creche, este, localizado no centro da cidade para melhor atender aos pais que precisam deixar seus filhos no local. Segundo o prefeito, o que ainda é preciso ser estudada é a questão do horário de funcionamento da creche. “O regime de contratação da prefeitura é único e precisa de um regime diferenciado, com horários especiais aos sábados e em final de ano. Entendo que teríamos que fazer um regime de contratação diferenciado. Está dentro da nossa posição fazer isso. A questão do Fundeb também deverá ser pensada, já que os alunos precisam ser inscritos até maio para que comecem a receber o benefício em janeiro do ano seguinte. Apesar disso, a chance de inauguração para agosto ou setembro é muito alta, já que a cidade tem planos de zerar o déficit das vagas.

 

Habitação

Outro assunto levantado pelos edis que estavam presentes na reunião (Pedro Beneduzi, Vilmar Ferreira da Silva e Edilson Pereira) foi o da construção de mais um conjunto habitacional voltado aos comerciários da cidade. Segundo Edilson, para essa construção, é preciso que exista um interesse político da gestão municipal em fazer essa parceria com a federação, o mesmo foi defendido pelo presidente do Fecomerciários.

Motta também deixou claro que, além das parcerias municipais e com a Caixa Econômica Federal, também é necessário fazer projetos com um custo que o trabalhador tenha condições de pagar, já que, em Votuporanga, o valor dos terrenos é muito elevado.

Sobre esse assunto, Marão disse que a prefeitura tem condições de fazer uma parceria. Assim como o Minha Casa, Minha Vida, que pode direcionar moradias para um classe desde que seja para mutuários que recebem na faixa de 3 a 6 salários mínimos.

GALERIA DE FOTOS